CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS• *
CASO RODRÍGUEZ VERA E OUTROS (DESAPARECIDOS DO PALÁCIO
DE JUSTIÇA) VS. COLÔMBIA
SENTENÇA DE 14 DE NOVEMBRO DE 2014
(Exceções Preliminares, Mérito, Reparações e Custas)

No caso Rodríguez Vera e outros (Desaparecidos do Palácio da Justiça),
A Corte Interamericana de Direitos Humanos (doravante “a Corte Interamericana” “a Corte”
ou “este Tribunal”) integrada pelos seguintes Juízes:

Roberto F. Caldas, Presidente em
exercício; Manoel E. Ventura Robles, Juiz;
Diego Gracía-Sayán, Juiz;
Eduardo Vio Grossi, Juiz,
e
Eduardo Ferrer Mac-Gregor Poisot, Juiz;

Presentes, ademais,

Pablo Saavedra Alessandri, Secretário, e
Emilia Segares Rodrigues, Secretária
Adjunta,

Em conformidade com os artigos 62.3 e 63.1 da Convenção Americana de Direitos Humanos
(doravante “a Convenção Americana” ou “a Convenção”) e com os artigos 31, 32, 42, 65 e 67
do Regulamento da Corte (doravante, “o Regulamento” ou “o Regulamento da Corte”) exara a
presente Sentença que se estrutura na seguinte ordem:

•

Tradução do Conselho Nacional de Justiça: Márcia Maria da Silva, Marília Evelin Monteiro Moreira, Nayara de Farias Souza,
Paula Michiko Matos Nakayama, Paulo Ricardo Ferreira Barbosa; com revisão da tradução de Ana Teresa Perez Costa.
* O Presidente da Corte, o Juiz Humberto Antonio Sierra Porto, de nacionalidade colombiana, não participou do conhecimento e
da deliberação do presente caso, em conformidade com o disposto no artigo 19.1 do Regulamento da Corte. Por este motivo, em
conformidade com os artigos 4.2 e 5 do Regulamento do Tribunal, o Juiz Roberto F. Caldas, Vice-Presidente da Corte, assumiu a
Presidência em exercício no presente caso. Ademais, o Juiz Alberto Pérez Pérez, por motivos de força maior, não participou da
deliberação e da assinatura da presente Sentença.

Select target paragraph3